Anxo González Guerra

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. 
(
Álvaro de Campos)

Facebook Twitter youtube Linkedin
Composición

Anxo González Guerra

ogalego@galicia.com